Agência Virtual

2ª Via de Boleto
Quero conhecer as vantagens da Agência 24 horas

Promoções e Concursos

Todo corretor tem uma boa história para contar!

27/08/2015 por Redação Guarida

Todo corretor tem uma boa história para contar!

  Em comemoração ao Dia do Corretor, nosso post de hoje traz a história de Luciane Rabuske, corretora da agência Jardim Europa. A Luciane leva pra casa um par de ingressos do GNC Cinemas. Parabéns a todos os corretores pelo seu dia!   "Vendi o apartamento da cliente e ela precisava comprar. Já de cara a cliente diz que tem problemas de locomoção e precisa que o corretor leve e traga da sua casa. Fiquei pensando "isso vai ser pesado em despesas, mas vamos lá". Detalhe desta cliente era que o próximo apartamento deveria ser perto de uma Igreja de Testemunhas de Jeová e eu tive que mapear todos os raios por onde haviam igrejas. Não existem muitas na zona norte, onde queria. Em uma conversa com o pessoal da igreja, fiquei sabendo de uma comunidade em Cachoeirinha, fomos visitar, e lá estava eu como taxista dela, mas convencendo de que valia a pena comprar comigo. Consegui convencê-la de não ir para fora de Porto Alegre. Depois de várias visitas em apartamentos que não poderiam ter somente escadas para subir, tinha que ter elevador, a palavra chave foi: "se tiver um apartamento perto da igreja e que alguém me dê carona para o culto eu fico!". Mostrei um apartamento que precisava somente de um ônibus para chegar na igreja. Ela gostou do apartamento, então, faltavam somente duas situações para decidir. No domingo seguinte, a tardinha, fui na casa da cliente, peguei ela e coloquei no carro, fomos ver quais eram os ônibus, lotações, supermercados e recursos do bairro, além de saber onde estava a igreja que tinha pesquisado na internet. Olhamos tudo isso, quando chegamos na igreja para mostrar, tinha uma placa dizendo os horários dos encontros/cultos, DOMINGOS, às 18h30min, adivinha que horas eram! Pois sim, faltavam 30 minutos para o culto! Tomei fôlego e assumi a decisão de convidar ela para estar no culto e assim conversarmos com as pessoas dali. Foram chegando todos e fomos muito bem recebidas, comentamos que estávamos procurando uma igreja para que a senhora pudésse comprar o apartamento e mais, precisávamos saber se alguém morava perto para dar carona para o culto. Com mais de 30 pessoas já conversando conosco, chegou um casal com filhos, e para coincidências da vida, moravam exatamente no prédio onde ela queria comprar, andares acima do dela. Gentilmente disseram que poderiam, sem problemas, ajudá-la para ir ao culto. Bom, fiquei ali como um peixe fora d'água e pensei: "agora o culto será até as 20h, tô ferrada, meu marido vai me matar, em pleno domingo, a essa hora fora de casa". Felizmente, ela ficou muito contente. Como já tinha assistido o culto um dia antes em outra comunidade, disse que não seria necessário ela estar presente até o fim. Entramos no carro e ela estava tão contente que me disse "negócio fechado, é esse apartamento que quero". Levei ela em casa de novo e fui com minhas poucas baterias para casa satisfeita do completo trabalho que fiz".

Sobre o autor

Redação Guarida

Anterior Próximo

Deixe o seu comentário

Indique este post

Por favor, preencha os dados abaixo: